Embraer vende aviões para Força Aérea Equatoriana

SÃO PAULO, 23 de março de 2009 - A Embraer acertou a venda de 24 aeronaves turboélice Super Tucano para a Força Aérea Equatoriana (FAE). Os aviões, todos configurados como bipostos, serão utilizados em missões de vigilância de fronteiras e treinamento de pilotos. O início das entregas está previsto para o final de 2009.

A relação entre a Embraer e o Governo do Equador vem se estreitando ao longo dos últimos anos. A companhia aérea estatal Tame Línea Aérea del Ecuador opera atualmente dois jatos

Embraer 170 e três 190. Em setembro de 2008, a companhia entregou um jato ERJ 145, de 50 assentos, à empresa estatal Petroecuador, que utiliza a aeronave para transportar empregados entre as unidades da empresa no país, e, em dezembro, a FAE recebeu um jato Legacy 600, com capacidade para 13 passageiros.

O acordo com a FAE inclui um amplo pacote de Suporte Logístico Integrado (Integrated Logistic Support - ILS) e um avançado sistema de treinamento e apoio à operação (Training and Operation Support System - TOSS), abrangendo não somente a aeronave, como também estações de apoio em solo e um simulador de vôo (Flight Simulator - FS).

Este é o quarto contrato de exportação que a Embraer assina para fornecer aeronaves Super Tucano para uma força aérea da América Latina. Em agosto de 2008, a empresa anunciou acordo com a Força Aérea Chilena (FACh) para a venda de 12 aeronaves e, no início deste ano, confirmou a venda de oito unidades para a Força Aérea da República Dominicana. O Super Tucano opera atualmente nas Forças Aéreas do Brasil e da Colômbia.

(Redação - InvestNews)