Por crise, governo bloqueia R$ 21,6 bilhões do Orçamento

Portal Terra

BRASÍLIA - Com a crise financeira, o governo reduziu para 2% a previsão de crescimento da economia brasileira neste ano, na reavaliação de receitas e despesas previstas no Orçamento de 2009. Com base nos novos parâmetros, o ministério do Planejamento anunciou nesta quinta-feira um contingenciamento de R$ 21,6 bilhões.

A previsão do superávit primário deste ano foi reduzida em R$ 22, 9 bilhões, mas o ministério manteve a meta de 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB) para o setor público. O valor é resultado da queda de R$ 48 bilhões na receita total do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e de R$ 9,4 bilhões nas despesas do Orçamento Geral da União.

- Estamos fazendo uma readequação - afirmou o ministro Paulo Bernardo. Do montante bloqueado, cerca de R$ 1 bilhão será economizado por meio da redução de vagas para concursos públicos e postergação de seletivas e posses.

Bernardo, no entanto, descartou cortes no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e no programa de habitação popular, que deve ser lançado em breve pelo governo.

- Estamos prevendo algumas desonerações e algumas despesas em subsídio, que não foram incluídos nesta conta - disse.