Medidas do Fed sustentam bom ânimo e dólar cai

SÃO PAULO, 19 de março de 2009 - Os mercados mundiais ainda operam entusiasmados com as medidas do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) para fortalecer o crédito e ampliar a liquidez do sistema financeiro. Além da compra de papéis lastreados em hipotecas e outros ativos, o Fed irá compra até US$ 300 bilhões em títulos públicos de longo prazo do Tesouro dos EUA. Instantes atrás, o dólar cedia 0,76%, vendido a R$ 2,234.

"O grande esforço empreendido pelo Fed e demais autoridades norte-americanas para reverter o quadro depressivo deverá ter o efeito de abrandar a recessão norte-americana nos próximos trimestres. No entanto, para que essas iniciativas resultem numa retomada consistente do crescimento a partir de 2010 parece crucial que a crise de solvência das instituições financeiras seja equacionada o mais breve possível", alerta em relatório a consultoria LCA.

Como as oscilações do câmbio, assim como dos demais ativos seguem atreladas ao que vem de fora, os players avaliam o índice dos indicadores antecedentes norte-americanos. Isto porque, o dado ajudará a indicar para que lado pode seguir a situação do país no curto prazo.

Por aqui, a ata do Comitê de Política Monetária (Copom) concentra atenções. No documento, os agentes buscam de pistas sobre a continuidade do ciclo de afrouxamento monetário, depois que o colegiado do BC acelerou o ritmo de redução de juros, cortando a Selic em 1,5 ponto percentual na semana passada, para 11,25% ao ano.

(Simone e Silva Bernardino - InvestNews)