Lucro da Nike cai 18% no ano fiscal

SÃO PAULO, 19 de março de 2009 - A Nike, a maior empresa de artigos esportivos do mundo, anunciou hoje que o lucro anualizado que registrou nos nove primeiros meses de seu atual ano fiscal caiu 18%, para US$ 1,145 bilhão, devido à compra da concorrente Umbro. Segundo a empresa, só no terceiro trimestre fiscal (dezembro 2008-fevereiro 2000) seu lucro líquido caiu 47% em relação a um ano antes, para US$ 243,8 milhões.

No entanto, o faturamento da Nike entre junho passado e fevereiro deste ano cresceu 7%, para US$ 14,463 bilhões, ao passo que no terceiro trimestre chegou a US$ 4,440 bilhões, após uma queda de 2%.

Se não fosse a aquisição da Umbro por US$ 240,7 milhões, o lucro da empresa entre dezembro e fevereiro teria crescido 4%, para US$ 484,5 milhões.

"Os resultados de hoje dizem muito da força e da diversidade da Nike. Neste difícil contexto, tivemos resultados operacionais excelentes", disse em nota o presidente e executivo-chefe da Nike, Mark Parker. O CEO afirmou ainda que as contas da companhia não devem ser muito afetadas pela desaceleração da economia global.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)