França amanhece com greve e protestos

Agência AFP

PARIS - Os transportes aéreos e ferroviários registravam graves atrasos nesta quinta-feira na França, no início de um dia de greve e manifestações convocadas pelos sindicatos para exigir aumentos salariais e em defesa dos empregos.

- O governo terá que aceitar voltar a sentar e discutir com os sindicatos as reivindicações que apresentamos no início do ano- afirmou Bernard Thibault, secretário-geral da Confederação Geral do Trabalho (CGT), a principal central sindical do país.

O tráfego aéreo estava prejudicado no aeroporto parisiense de Orly, onde vários voos foram cancelados por uma paralisação dos controladores de voo.

Os ferroviários também iniciaram uma greve na noite de quarta-feira, o que afeta o sistema em Paris.

Os metrôs de Paris e Marselha funcionavam sem grandes problemas, mas foram muito afetados em outras cidades, como Bordeaux, Estrasburgo e Nice.

As oito centrais sindicais do país convocaram manifestações e esperam uma mobilização maior que no último dia de protestos, 29 de janeiro, quando mais de um milhão de pessoas participaram nos protestos.