Decisão da Aracruz e Stora Enso era esperada

SÃO PAULO, 19 de março de 2009 - A corretora Ativa avaliou como positiva a decisão conjunta entre Aracruz e Stora Enso de adiar os planos de expansão da Veracel (projeto Veracel II), por pelo menos um ano. Com isso a empresa cancela os investimentos programados para 2009 em compra de terras, formação de florestas e estudo de viabilidade econômica, que para a Aracruz representaria um volume de R$ 75 milhões.

"Essa decisão já era esperada diante da perspectiva de continuidade de queda de demanda de celulose e pelas dificuldades financeiras enfrentadas pela empresa. Acreditamos que o volume de investimentos da Aracruz em 2009 deverá ficar próximo de US$ 200 milhões, basicamente destinados à manutenção do parque fabril", afirmou a corretora em relatório.

A Ativa avalia ainda que é provável que, após a consolidação com a Votorantim Celulose e Papel (VCP), todos os projetos de crescimento de capacidade que ambas as empresas haviam projetado sejam revistos.

(Redação - InvestNews)