UniCredit pede ajuda a Itália e Áustria

SÃO PAULO, 18 de março de 2009 - O grupo bancário italiano UniCredit, que anunciou nesta quarta-feira uma queda importante do lucro líquido em 2008, especialmente no quarto trimestre, pedirá ajuda aos planos de estímulo dos governos da Itália e Áustria.

O lucro líquido do grupo retrocedeu 38% em 2008, a ? 4,012 bilhões, com uma baixa de 56,9% no quarto trimestre, em consequência dos efeitos da crise financeira nas atividades vinculadas aos mercados.

O UniCredit é o maior banco italiano afetado pela crise, já que é a instituição mais internacional do país e está mais presente nas atividades de mercado que os concorrentes.

Para reforçar os fundos próprios do grupo, o conselho de administração pediu ao administrador delegado Alessandro Profumo que negocie as condições relativas à emissão de instrumentos governamentais de capitalização por um valor que pode chegar a ? 4 bilhões (US$ 5,2 bilhões) na Itália e Áustria, onde a empresa está muito presente com a filial Bank Austria.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)