País sairá fortalecido da recessão, diz premiê

SÃO PAULO, 18 de março de 2009 - A Nova Zelândia vai sair da crise mais fortalecida que outros países, principalmente por conta do seu robusto sistema bancário e das linhas de crédito que continuam fluindo. Foi o que afirmou nesta quarta-feira o primeiro-ministro, John Key.

Segundo Key, a economia neozelandesa está em recessão desde o início de 2008 e tem um período difícil pela frente. No entanto, o país tem a vantagem de não ter problemas relativos a inadimplência no setor imobiliário e a derivativos de crédito como outras nações.

Durante uma conferência de imprensa realizada hoje, o primeiro-ministro afirmou que, ao contrário do que vem ocorrendo ao redor do mundo, o crédito para pessoas e empresas tem crescido na Nova Zelândia.

O sistema financeiro do país é dominado por quatro grandes bancos australianos que, até agora, resistiram bem à turbulência na economia global.

Em recessão por causa das altas taxas de juros, da elevação nos preços de alimentos e da seca no país, a economia neozelandesa deve continuar nesta situação até a segunda metade de 2009.

(Redação - InvestNews)