Orçamento de despesas inclui venda de prédios

SÃO PAULO, 18 de março de 2009 - Para atingir a meta de redução de despesas previstas para 2009 - estimado em R$ 450 milhões -a BM&FBovespa incluiu alguns itens relevantes em seu orçamento: desmobilização da companhia, reestruturação de filiais e substituição do pregão viva-voz por eletrônico.

"Negociamos um prédio na Rua 3 de Dezembro, avaliado em R$ 4,5 milhões, por R$ 5,3 milhões. Outros dois prédios terão o mesmo destino: na Florêncio de Abreu e Líbero Badaró [todos localizados no centro da cidade de São Paulo", disse Edemir Pinto, diretor presidente da BM&FBovespa, durante a apresentação dos resultados trimestrais.

Além disso, a companhia também promoveu uma reestruturação em suas filiais, concentrando a coordenação em São Paulo e Rio de Janeiro. "Desativamos as filiais de Recife e estamos remodelando as de Fortaleza, Curitiba e Rio Grande do Sul", afirmou.

Por fim, um dos itens incluídos no orçamento é a substituição do pregão viva-voz pelo eletrônico. "A negociação do índice futuro do Ibovespa - embora esse também possa ser negociado no side by side - e alguns call de fechamento de produtos de agronegócios e financeiros ainda são viva-voz. Queremos, até julho deste ano, migrá-los para as negociações eletrônicas", completou Edemir Pinto.

(Vanessa Correia e Déborah Costa - InvestNews)