FMI pede medidas para favorecer investimentos petroleiros

Agência AFP

VIENA - O número dois do Fundo Monetário Internacional (FMI), John Lipsky, estimulou nesta quarta-feira os poderes públicos a incentivar a produção de petróleo e pediu a cooperação das petroleiras, para evitar uma escalada dos preços com a recuperação da economia mundial.

Lipsky reconheceu qye a queda das cotações do petróleo "aporta inegavelmente uma certa estabilização à economia mundial", mas advertiu que "é preciso ser conscientes dos riscos a longo prazo dos preços frágeis e de uma volatilidade maior".

Em um discurso durante um seminário de energia organizado em Viena pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opepe), ele afirmou que os "baixos preços de hoje preparam o terreno para uma escalada no futuro".

O barril de petróleo, após alcançar 147 dólares em julho, desabou US$ 32,40 em dezembro. O preço se estabilizou entre 40 e 50 dólares desde o início do ano.