AIG será liquidada em 4 anos, diz presidente da seguradora

Agência AFP

EUA - A seguradora AIG, salva recentemente da falência pelo Estado americano, será liquidada em quatro anos, afimrou nesta quarta-feira o presidente do grupo, Edward Liddy, durante uma audiência no Congresso dos Estados Unidos sobre os pagamentos de bônus milionários a diretores da companhia.

Liddy foi designado pelo governo para administrar a AIG, em setembro passado, após o socorro federal à seguradora.

- Esta companhia deverá estar menor no final de 2009, e ainda menor no fim de 2010 - declarou Liddy, acrescentando que "quanto menor estiver, menor será o risco".

Perguntado sobre quanto tempo levará este processo, Liddy respondeu: "quatro anos", antes de acrescentar que o grupo "vai vender seus ativos e que a companhia, tal como existe há 90 anos, vai deixar de existir".

O secretário americano do Tesouro, Timothy Geithner, já havia anunciado na véspera a liquidação da AIG de "maneira ordenada".

A American International Group (AIG), que registrou em 2008 o maior prejuízo da história americana - US$ 99,3 bilhões -, já foi alvo de quatro pacotes de socorro do Estado, totalizando US$ 180 bilhões.

Os dirigentes da AIG colocaram a seguradora no olho do furacão ao decidir pelo pagamento de US$ 165 milhões em bônus para executivos da companhia, apesar da situação crítica do grupo e do socorro financeiro concedido pelo Estado.