Sadia analisa 'viabilidade' de associação com Perdigão

Eduardo Simões, REUTERS

SÃO PAULO - A Sadia informou na noite desta segunda-feira que analisa a 'viabilidade e a convergência de interesses em algum tipo de associação' com a Perdigão.

'(A Sadia) tem analisado, nos últimos meses, diversas operações de natureza societária. Nesse âmbito incluem-se também a realização de entendimentos recentes com a Perdigão, com vistas a analisar a viabilidade e a convergência de interesses em algum tipo de associação', informou a empresa em resposta a ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No comunicado, a empresa ressalta, no entanto, que não há 'nenhum tipo de acordo entre a Sadia e quaisquer terceiros, não se podendo antecipar que quaisquer conversações venham a ter um resultado efetivo, ou a natureza de qualquer projeto que venha a se concretizar'.

'Caso isto venha a suceder, novo comunicado ao mercado será realizado', afirmou a companhia.

Em 2006, a Sadia tentou adquirir o controle da Perdigão por meio de uma oferta hostil, mas a proposta foi rechaçada pelos acionistas da Perdigão.

As ações das duas empresas fecharam o pregão desta segunda-feira na Bolsa de Valores de São Paulo em alta. Enquanto os papéis da Sadia se valorizaram 2,15%, para R$ 2,85, as ações da Perdigão terminaram o dia em alta de 2,35%, a R$ 30,51.

Enquanto isso, o Ibovespa, referência da bolsa paulista, encerrou em baixa de 1,05%, aos 38.607 pontos.