Equador: CAF libera crédito de US$ 100 mi para impulsionar produção

Agência ANSA

CARACAS - A Corporação Andina de Fomento (CAF) aprovou nesta terça-feira a abertura de uma linha de crédito rotativo de US$ 100 milhões para o Equador, que será executada pela Corporação Financeira Nacional (CFN).

O presidente executivo da CAF, Enrique García, indicou que os recursos serão destinados ao setor produtivo.

- O financiamento é feito no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento do governo equatoriano, e tem como objetivo gerar emprego e reativar o aparato produtivo do país - explicou.

García enfatizou que a organização - formada por 17 países da América Latina, Caribe e Europa - oferece a seus beneficiários "facilidades que permitam atenuar os possíveis efeitos negativos da crise" econômica internacional.

O Equador enfrenta dificuldades financeiras devido principalmente à queda do preço do petróleo, principal item de sua pauta de exportação. Desde o início do ano, o governo anuncia que será difícil seguir o orçamento estimado para 2009 e sanar seu déficit público.

Por isso, Quito já disse estar disposto a recorrer a empréstimos de instituições internacionais, como a CAF, e de nações consideradas "amigas", como China, Irã e Venezuela.

Paralelamente, o país também vem suspendendo o pagamento de juros de sua dívida externa, que considera "ilegais e ilegítimos", com a promessa de fazer novas propostas aos credores para renegociar os valores colocados em moratória.