Dívida pública argentina atinge US$ 145,729 bilhões

Agência AFP

AFP - A dívida pública argentina chegou aos US$ 145,729 bilhões no final de dezembro de 2008, o que equivale a 48,5% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo os números divulgados nesta terça-feira no site do Ministério da Economia.

A informação destaca que a dívida que não entrou na troca acertada em 2005 e que atualmente é objeto de negociação entre o governo e possuidores de bônus, totaliza US$ 28,964 bilhões.

A Argentina declarou a maior moratória da dívida contemporânea em 2001, mas quatro anos depois negociou um acordo com 76,15% dos proprietários de bônus, para acertar o pagamento de US$ 81,8 bilhões, com abatimentos de entre 45% e 75%.

A dívida com os organismos internacionais chegava no final do quarto trimestre de 2008 a US$ 14,769 bilhões, sendo o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o principal credor, com cerca de US$ 8,8 bilhões, seguido pelo Banco Mundial, com US$ 5,1 bilhões.

No final de 2008, a dívida representava 48,5% do PIB, contra 46,3% no trimestre precedente, destaca o site do ministério da Economia.

O relatório revela que este ano será preciso honrar os vencimentos de US$ 28,256 bilhões da dívida negociada, entre capital e juros.

O governo argentino realizou em fevereiro uma importante troca dos chamados Empréstimos Garantidos, que venciam nos próximos três anos, entregando um título para 2014, com o qual reduziu os vencimentos para 2009 em quase US$ 1,8 bilhão. Para 2010, os vencimentos serão de US$ 12,134 bilhões.