Obama pede bloqueio de bônus de US$ 165 mi da AIG

REUTERS

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou indignação nesta segunda-feira contra o pagamento de cerca de US$ 165 millhões em bônus a funcionários da seguradora AIG. Ele disse ainda que pediu ao secretário do Tesouro, Timothy Geithner, para averiguar todos os meios legais para bloquear tal pagamento.

Desde o início da crise, a AIG já recebeu cerca de US$ 170 bilhões em um programa de resgate do governo americano para impedir a gigante do setor de seguros de ir à falência.

- Sob essas circunstâncias, é difícil entender como operadores que lidam com derivativos da AIG garantiram qualquer bônus, muito menos os US$ 165 milhões em pagamento extra - afirmou Obama em nota preparada para ser divulgada em evento na Casa Branca.

- Como eles justificam esse abuso aos contribuintes que estão mantendo a companhia a salvo?. Essa é uma corporação que se encontra em aperto financeiro devido à negligência e à ganância - disse Obama.