Lula: Obama tem clareza do tamanho da crise

Portal Terra

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez, nesta segunda-feira, uma avaliação de sua conversa com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ocorrida no último sábado. Em entrevista ao programa semanal de rádio Café com o Presidente, Lula disse que ficou claro que Obama, "tem clareza do tamanho da crise" econômica.

Lula afirmou ainda que não havia como deixar de discutir com o presidente americano a crise financeira, em cuja solução o presidente brasileiro disse acreditar que os Estados Unidos têm papel "extremamente importante".

- O que eu fiquei bem impressionado é que o presidente Obama tem clareza do tamanho da crise, tem clareza da responsabilidade dos Estados Unidos e tem clareza que é preciso estabelecer um consenso entre os países do G20 para que possamos tomar medidas capazes de debelar essa crise- afirmou Lula.

Lula disse ainda que acredita na capacidade de Barack Obama de mudar a relação do país com a América Latina. Ele afirmou que é importante que os EUA tenham uma visão de parceria com os países da América Latina e não de "intromissão".

- É importante que os Estados Unidos tenham uma visão de parceria e não de ingerência, uma visão de contribuição e não de intromissão. Eu penso que o presidente Obama está compreendendo isso e eu penso que nós poderemos avançar- afirmou Lula.

O presidente Lula disse estar "convencido" de que essa relação entre os EUA e a América Latina pode mudar.

- No próximo mês vamos ter a Cúpula das Américas em Trinidad e Tobago e eu penso que é um grande momento para que o presidente Obama tenha conversações com vários parceiros da América Latina- falou.

Lula disse ainda que Obama é um presidente diferenciado, por sua história e por sua origem e que, "obrigatoriamente ele vai fazer alguma coisa diferenciada nessa relação (entre EUA e os países da América Latina), porque faz parte da história dele", disse Lula.

- Eu saí muito convencido de que nós estamos diante de um homem jovem e inteligente e disposto, sabe, a dar passos importantes para, inclusive, mudar a imagem dos Estados Unidos diante do mundo- finalizou.