Ford reduz produção na Espanha e na Alemanha, mas evitará demissões

Agência AFP

FRANKFURT - A montadora americana Ford anunciou nesta segunda-feira que cortará a produção nas fábricas europeias da Espanha, Alemanha e Romênia, para se ajustar à queda da demanda, mas garantiu que não haverá mudanças.

- O construtor de automóveis adaptará a produção à queda sem precedentes do mercado europeu de carros novos e às contínuas previsões econômicas negativas- segundo comunicado do grupo.

A fábrica do Valência (Espanha) vai operar em dois turnos em vez dos três atuais e a de Saarlouis (Alemanha implementará uma pausa de 20 dias, tal e como já havia sido anunciado.

A fábrica de Colônia (Alemanha) compartilhará com a de Craiova (Romênia) a produção o novo Ecoboost um novo sistema de injeção direta de gasolina e turbocompressor.

Mês passado, as vendas europeias da Ford caíram 12% em relação a fevereiro de 2007, com menos de 89.000 veículos, segundo dados da Associação de Construtores Europeus de Automóveis (ACEA).

A Ford está obrigada, por um acordo com os sindicatos alemães, a manter o número de postos atuais até 2011.

O grupo americano emprega 70.000 pessoas na Europa, onde conta com 22 fábricas.

Em contrapartida, seu rival e compatriota General Motors, que luta pela sobrevivência, pode demitir 3.500 trabalhadores de suas fábricas europeias da Opel e Vauxhall.