Produção cresce em oito regiões em janeiro

SÃO PAULO, 10 de março de 2009 - A produção industrial cresceu em 8 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em janeiro. O crescimento foi acima da média nacional (2,3%) no Paraná (6,8%), Pernambuco (6,4%), Santa Catarina (5,0%) e Rio Grande do Sul (3,6%). Os demais locais com taxas positivas nesse confronto foram São Paulo (2,2%), Minas Gerais (2,1%), região Nordeste (2,0%) e Pará (1,1%). Entre as áreas que reduziram a produção destacaram-se, com as quedas mais elevadas, Amazonas (-5,5%) e Espírito Santo (-4,6%).

Em relação a janeiro de 2008, entretanto, os índices regionais registraram queda generalizada, refletindo a ampliação do recuo na atividade industrial nacional - para o total do País, houve queda de 17,2% nessa comparação. Entre as áreas com taxas negativas mais acentuadas, figuraram Espírito Santo (-33,2%), Minas Gerais (-28,9%), Amazonas (-23,1%), Rio Grande do Sul (-20,3%) e São Paulo (-18,0%). Também com resultados negativos, porém acima da média nacional, ficaram Ceará (-5,3%), Goiás (-7,3%), Pará (-7,5%), Pernambuco (-7,5%), Paraná (-8,4%), região Nordeste (-10,7%), Santa Catarina (-11,6%), Rio de Janeiro (-13,0%) e Bahia (-16,8%).

Segundo o IBGE, todos os resultados regionais para o primeiro mês de 2009 ficaram bem abaixo dos índices para o quarto trimestre de 2008, ambos frente a igual período do ano anterior. A desaceleração foi mais intensa no Amazonas, onde a taxa passou de -4,6% no quarto trimestre de 2008 para -23,1% em janeiro, Minas Gerais (de -12,9% para -28,9%) e Espírito Santo (de -18,6% para -33,2%).

Os sinais de desaceleração também ficam evidentes no acumulado nos últimos 12 meses, que também apontou perda de ritmo entre setembro de 2008 e janeiro deste ano em todos os locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (de 14,1% para 1,7%), Minas Gerais (de 7,2% para -1,6%), Amazonas (de 8,3% para 0,7%), Rio Grande do Sul (de 6,1% para 0,1%) e São Paulo (de 8,8% para 2,8%).

(Vanessa Stecanella - InvestNews)