Popolare é o 1º banco italiano a receber ajuda do governo

REUTERS

REUTERS - O Banco Popolare tornou-se nesta terça-feira o primeiro banco italiano a aceitar a oferta do governo de apoiar sua concessão de crédito.

O sexto maior banco da Itália informou que pediu ao Ministério da Economia e ao Banco da Itália permissão para emitir 1,45 bilhão de euros (US$ 1,83 bilhão) em títulos sob um programa do governo de compra de bônus.

Outros grandes bancos do país, incluindo os dois maiores, UniCredit e Intesa San Paolo, informaram que estão avaliando o programa. Jornais do país sugeriram que as instituições podem usar 3 bilhões de euros cada.

- É uma ação apropriada, que também garantirá no longo prazo uma capitalização adequada ao grupo, permitindo ampliar o apoio a domicílios e pequenas e médias empresas - disse o presidente-executivo do Popolare, Pier Francesco Saviotti.

A Itália aprovou o programa em 25 de fevereiro. O plano deve atingir cerca de 12 bilhões de euros, volume de recursos bem menor que o utilizado pelos governos dos Estados Unidos e da Inglaterra.

Os bancos que aceitarem as garantias estarão obrigados a continuar emprestando a pequenas empresas e consumidores.