Lula diz que queda do PIB é preocupante, mas está otimista

Portal Terra

TERRA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira que a queda de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre de 2008 é preocupante, mas disse que está "ainda mais otimista que antes". De acordo com o IBGE, no acumulado do ano passado, o crescimento foi de 5,1%.

Sobre a perspectiva de crescimento da economia brasileira em 2009, o presidente afirmou que o País será um dos poucos a não entrar em recessão."Mesmo que ele (PIB) seja próximo de zero, o Brasil certamente será um dos poucos países do mundo que não terá uma recessão".

O presidente disse que trabalha com a hipóteses de que os Estados Unidos e a Europa consigam "estancar a crise" e que o crédito internacional seja restabelecido.

- Eu confesso que é preocupante, mas estou mais otimista ainda do que antes - disse.

Lula avaliou que a crise é uma oportunidade "para não ficar chorando" e que no momento é exigido "mais trabalho, mais ousadia, mais confiança e mais criatividade".

O presidente voltou a ressaltar a necessidade de retomar a Rodada de Doha e de acabar com o protecionismo.

- O que precisamos é de mais comércio, mais comércio e mais comércio para que a economia volte à normalidade - destacou.

Ele disse ainda que o que aconteceu com o PIB já era esperado pela equipe econômica.

- Sabíamos que seria fraco, mas temos a consciência de que é possível dar a volta por cima. Já gastamos o estoque que tínhamos, o susto já passou para muita gente - ressaltou.