Bunker da estatal é recorde em vendas

SÃO PAULO, 10 de março de 2009 - As entregas de bunker (combustível para navios) em 2008, em portos nacionais, somando vendas e fornecimento interno para a frota, atingiram 5,218 milhões de toneladas, superando em 5,14% o recorde anterior, de 4,963 milhões de toneladas, em 2007. Desse total, a parcela das vendas cresceu 6,8%, totalizando 4,471 milhões de toneladas, contra um total de 4,184 milhões de toneladas, em 2007. O valor agregado das operações comerciais de bunker alcançou o montante recorde de US$ 135,8 milhões, aumento de 60,9% em relação a 2007.

Os principais portos responsáveis por esse aumento foram Santos, com movimentação recorde de 1,913 milhão de toneladas, 7,74% a mais que o ano de 2007; Rio de Janeiro, também com movimentação recorde, de 1 milhão de toneladas, aumento de 2% em relação a 2007; Paranaguá, com 523 mil toneladas entregues, 16,5% de acréscimo ante 2007; e Vitória e adjacências, movimentando 384 mil toneladas, incremento de 54% em relação ao ano anterior.

De acordo com o comunicado da Petrobras, estes recordes resultam de vários fatores, dos quais se destacam o alinhamento de esforços para aproximação junto aos armadores de grande porte baseados no exterior, suprimindo a intermediação de terceiros; otimização operacional nos principais portos; maior competitividade com os preços internacionais; aumento da disponibilidade de produtos decorrentes da integração na área de abastecimento, bem como pela entrada de novas correntes de matérias-primas, e importações de misturas a partir da tancagem alugada em Rotterdã.

A estatal explica que os

esforços de 2008, incluindo-se a importação de 150 mil toneladas de bunker, permitiram atendimento integral do mercado em um momento extremamente favorável de preços.

(Redação - InvestNews)