Bernanke pede continuidade das medidas enérgicas

Agência AFP

WASHINGTON - O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, pediu nesta terça-feira aos governantes de todo o mundo que continuem adotando "medidas enérgicas" contra a crise atual, que chamou de "a pior crise financeira desde os anos 1930".

- O mundo sofre a pior crisis financeira desde os anos 1930, e esta crise traz uma queda pronunciada da economia mundial- declarou Bernanke durante um discurso ao Conselho de Relações Internacionais, um grupo de reflexão com sede em Washington.

- A curto prazo, os governos de todo o mundo devem seguir adotando medidas enérgicas, e quando for adequando, coordenadas, para restaurar o funcionamento normal dos mercados financeiros e o fluxo de crédito- acrescentou.

Ao manifestar algumas opiniões pessoais sobre a regulamentação do sistema financeiro, Bernanke destacou: "Vista a natureza mundial das instituições financeiras e dos mercados, a reforma da regulamentação e da supervisão financeiras deveriam estar coordenadas o máximo possível em escala internacional".

Bernanke participará no sábado de uma reunião de ministros das Finanças e de presidentes dos bancos centrais do G20 na Grã-Bretanha que pretende, justamente, examinar a reforma do sistema financeiro mundial e os meios para combater a crise.