Barclays prevê recuo nas emissões da ONU

SÃO PAULO, 10 de março de 2009 - O Barclays Capital cortou em 8% a estimativa para os recursos dos créditos de carbono da Organização das Nações Unidas (ONU), devido as dificuldades com financiamento ambiental e regulação. As emissões dos Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL), até março de 2013, devem ser de 1,36 bilhão de toneladas métricas de dióxido de carbono equivalente (CO2e), de acordo com o banco.

Os projetos de MDL são regulados pela ONU. ´Está claro que as atuais dificuldades financeiras e de regulamentação apresentam um risco de redução para as projeções´, diz um analista do Barclays.

(Redação - InvestNews)