PIB pode secar, puxado por setor industrial

SÃO PAULO, 9 de março de 2009 - A atividade brasileira continua preocupando os analistas. Embora alguns setores estejam dando sinais de melhora, outros continuam em estagnação. Diante disso, o mercado financeiro reduziu mais uma vez a previsão para o crescimento Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, de 1,5% para 1,2%, conforme o Boletim Focus divulgado hoje pelo Banco Central (BC). Para 2010, a expectativa para o PIB se manteve em 3,5%.

O desempenho dos setores mais afetados pela crise pode provocar uma retração da atividade industrial, segundo o relatório. Os profissionais consultados acreditam que a indústria terá uma queda de 0,04% neste ano em relação ao desempenho de 2008. Na semana anterior, a projeção era de uma modesta expansão em torno de 1,24%. Para 2010, a estimativa foi mantida em 4%.

Já a expectativa da relação dívida pública (diferença entre despesas e arrecadação do governo) sobre o PIB, permance em 36% para este ano e em 35% para 2010.

(Vanessa Stecanella - InvestNews)