Companhias do Japão criarão produtos para a América do Sul

SÃO PAULO, 9 de março de 2009 - Várias companhias japonesas, entre elas Fujifilm e Panasonic, desenvolverão novos produtos de baixo custo especialmente projetados para mercados emergentes na América do Sul e Ásia, afirma hoje o jornal Nikkei.

Perante a queda da demanda de seus principais mercados, como os Estados Unidos e Europa, as empresas japonesas decidiram apostar por consumidores de classe média de economias emergentes como o Brasil, para enfrentar a crise econômica global, segundo o Nikkei.

A Fujifilm planeja lançar este ano na América Latina e outros mercados asiáticos, sem incluir o Japão, uma câmara digital compacta a um preço máximo de US$ 100.

Com o produto, que custa metade dos que são comercializados no mercado japonês, a Fujifilm pretende impulsionar suas vendas com o estabelecimento de uma estrutura de produção de baixo custo, baseada em parte no estrangeiro.

A companhia projeta também adaptar esta estrutura de fabricação de baixo custo aos produtos que comercializam em países mais desenvolvidos, para aumentar sua competitividade nesses mercados.

Outras empresas japonesas como Panasonic projetam lançar uma série de produtos especialmente desenhados para os chamados países Bric como Brasil, Rússia, Índia e China.

A Honda projeta comercializar alguns modelos de suas motocicletas em mercados específicos como o africano, para competir contra outros fabricantes chineses que vendem motos pela metade de preço das da Honda. Para isso, o maior fabricante de motocicletas do mundo planeja reduzir seus preços em 10%, segundo o Nikkei.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)