Alimentos param de cair e IPC-S acelera alta no começo de março

REUTERS

SÃO PAULO - A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou no início de março, refletindo uma retomada da alta dos custos de alimentos e a uma forte desaceleração da queda em vestuário.

A taxa foi de 0,35 por cento na primeira prévia deste mês, ante 0,21 por cento em fevereiro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Os preços de Alimentação subiram 0,24 por cento nesta leitura, após caírem 0,12 por cento em fevereiro.

Os de Vestuário recuaram 0,27 por cento na primeira prévia de março, ante baixa de 0,71 por cento no mês passado.

Alimentação foi a classe de despesa que mais contribuiu para o acréscimo registrado na taxa do índice. A principal contribuição para este movimento partiu dos itens Hortaliças e legumes (+1,94 por cento) e Frutas (+0,37 por cento).

Entre os itens individuais, as maiores contribuições de alta vieram de manga, aluguel residencial, açúcar refinado, tarifa de metrô e alface.