Hipotecas executadas nos EUA em 2009 podem superar 8 milhões

SÃO PAULO, 5 de março de 2009 - Mais de 8,3 milhões de hipotecas podem ser executadas até o final deste ano nos Estados Unidos, revelou hoje um estudo da firma First American CoreLogic.

A execução de uma hipoteca ocorre quando um banco ou uma instituição financeira que concedeu o empréstimo para a compra assume o controle da propriedade devido à inadimplência.

A First American CoreLogic disse que o número representa um aumento de 9% em relação às 7,63 milhões de hipotecas em perigo de execução registradas no final de setembro do ano passado.

Como consequência da crise que gerou um desabamento dos valores imobiliários em todo o país, o montante total das hipotecas em muitos casos é superior ao valor real dos imóveis.

Os 8,3 milhões representam um quinto de todas as hipotecas e o número em perigo pode aumentar caso continuem caindo os valores nos estados que conseguiram driblar um pouco a crise, diz o estudo. Segundo a First American CoreLogic, o valor das propriedades residenciais caiu de US$ 21,5 trilhões no final de 2007 a US$ 19,1 trilhões no final de 2008.

O estudo, que incluiu 43 dos 50 estados, além do Distrito de Columbia, onde fica a capital Washington, diz que os mais afetados pela queda nos valores da propriedade foram Califórnia, Flórida e Nevada.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)