Filial da AIG na Ásia poderá realizar IPO

SÃO PAULO, 5 de março de 2009 - A American International Assurance (AIA), conhecida como a unidade asiática da seguradora norte-americana AIG, analisará a possibilidade de abrir seu capital como opção estratégica, segundo afirmou o presidente da companhia, Mark Wilson.

A decisão foi feita logo após a China Life Insurance ter rejeitado a compra da AIA, um dia depois que a AIG reportou um prejuízo líquido de US$ 61,6 bilhões no quarto trimestre de 2008.

Em comunicado, Wilson revela que "continuará avaliando opções estratégicas para a AIA, incluindo a oferta pública inicial de ações (IPO, sigla em inglês), conforme as condições do mercado". O porta-voz da AIA não descartou a possibilidade da companhia abrir seu capital na Bolsa de Valores de Hong Kong.

A AIA é a filial de seguros de vida da AIG para a região Ásia-Pacífico e seu destino é incerto por conta dos problemas envolvendo sua matriz. Nesta semana, a AIG pediu uma ajuda de US$ 30 bilhões ao governo norte-americano e foi duramente criticada por Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos).

"A situação da AIG é muito incômoda", admitiu Bernanke, afirmando que o Estado "não teve outra opção", já que se não intervisse no grupo, se arriscaria a deixá-lo se amparar na lei de concordatas.

A AIA completou sua reestruturação no último sábado, reunindo várias operações na região Ásia-Pacífico e formando o grupo AIA.

(Redação - InvestNews)