Crise atinge restaurantes de chef famoso na TV

Portal Terra

SÃO PAULO - O chef escocês Gordon Ramsay, estrela de seriados sobre restaurantes na televisão, está sendo forçado a renegociar dívidas multimilionárias que giravam em torno de 3,4 milhões de libras (R$ 11,4 milhões) em agosto de 2007 - data do último balanço fechado da Gordon Ramsay Holdings, que agrupa 11 restaurantes com o nome do chef.

De acordo com o The New York Times, o grupo do chef controlador e explosivo das séries 'Kitchen Nightmares' e 'The F-Word' é mais uma empresa que chegou perto da falência por conta da crise financeira, que dificultou as renegociações de empréstimos.

Embora tenha registrado um aumento das vendas e do lucro, a companhia de Ramsay afirmou em comunicado que quebrou alguns acordos financeiros e está em negociação com bancos para garantir os empréstimos. "As conversas progridem positivamente", diz a nota.

Segundo o The Guardian, a holding também fez empréstimos incomuns a Ramsay e seu sogro Chris Hutcheson, diretor da companhia, além de mandar dinheiro para o outro grupo do chef nos Estados Unidos. O balanço também mostra que a rede devia cerca de 5 millhões de libras aos fornecedores.