Merrill pagou US$209 milhões a dez funcionários em 2008

REUTERS

NOVA YORK - Os dez mais bem pagos funcionários do Merrill Lynch receberam um total de 209 milhões de dólares em dinheiro e ações em 2008, pouco acima dos 201 milhões de dólares pagos no ano anterior, informa o Wall Street Journal.

Andrea Orcel, principal integrante da equipe de banco de investimento da instituição, recebeu 33,8 milhões de dólares em dinheiro e ações em 2008, segundo o jornal.

O procurador-geral de Nova York, Andrew Cuomo, está investigando se os bilhões de dólares pagos em forma de bonificações executivas no Merrill Lynch antes da aquisição do banco pelo Bank of America foram sancionados pela instituição.

Onze importantes executivos receberam mais de 10 milhões de dólares em dinheiro e ações no ano passado, afirmou o jornal, citando fontes familiarizadas com a situação. Outros 149 funcionários ganharam 3 milhões de dólares ou mais, acrescentou o Wall Street Journal.

As recompensas em ações, que respondem por grande parte da bonificação, caíram em valor acentuadamente desde que foram feitas no ano passado, de acordo com o jornal.

A maioria do pagamento de 2008 surgiu como bônus, uma vez que os salários-base para os principais executivos do Merrill geralmente variaram entre 200 mil e 750 mil dólares, afirma o jornal.

O diário afirma que alguns traders e integrantes da equipe de investimento do banco enfrentaram apenas pequenos cortes na bonificação no ano passado, apesar das unidades do Merrill terem registrado perdas significativas.

Representantes do Merrill não estavam disponíveis imediatamente para comentar o assunto.

Cuomo afirmou na última semana que o presidente-executivo do Bank of America, Kenneth Lewis, e o ex-presidente-executivo do Merrill, John Thain, obstruíram e interferiram nas investigações sobre os bônus.