Fitch vê Brasil melhor preparado que outros países "BBB-"

REUTERS

REUTERS - O Brasil está melhor posicionado que os demais países com nota "BBB-" para enfrentar a crise global, avaliou nesta terça-feira a diretora de ratings soberanos da Fitch para América Latina, Shelly Shetty.

- A política macroeconômica é o ponto alto (do Brasil) em relação ao seus pares - afirmou durante evento em São Paulo, acrescentando que a nota do país "não deve melhorar nem piorar no curto prazo".

A diretora citou como pontos fortes do país a flexibilidade que tem sido mostrada pelo Banco Central, o nível elevado das reservas internacionais e a base diversificada de exportações.

Além disso, ela citou que o fato do Brasil ter a economia mais fechada da América Latina é uma vantagem neste momento.

A Fitch prevê crescimento de no maximo 1,5% do país este ano.

Embora baixo, o crescimento é significativo se comparado ao de outros países "BBB": de 18 economias com essa nota, sete devem ter recessão, segundo a Fitch. O crescimento médio desse grupo de países deve ser de 1%.