Prefeitura de Veneza fecha acordo com a Coca Cola

Agência AFP

ROMA - As autoridades de Veneza (norte da Itália) assinaram um acordo com a gigante Coca Cola para instalar máquinas com os refrigerantes da marca em vários pontos da cidade de Marco Polo, uma das mais visitadas por turistas na Europa.

O contrato assinado com a Coca Cola terá duração de cinco anos e custará mais de dois milhões de euros, segundo o jornal La Stampa.

Como o contrato gerou polêmica, o prefeito da cidade, Massimo Cacciari, divulgou um comunicado para explicar o acordo.

- É uma estratégia financeira indispensável para proteger o patrimônio artístico da cidade. Os recursos serão utilizados com a máxima transparência e apenas para conservar e proteger nossa cidade- afirma o texto assinado por Cacciari.

A prefeitura de Veneza não possui recursos suficientes para restaurar os monumentos e palácios, que sofrem com a umidade e os assaltos.

- As máquinas não terão a logomarca da bebida e não serão instaladas em locais históricos de Veneza, como a praça de São Marcos ou a Ponte de Rialto- acrescenta a prefeitura.

As regras para a venda de bebidas em Veneza são muito rígidas e desde 1987 é proibido beber ou comer na praça de São Marcos.

As autoridades também proibem jogar arroz nos casamentos e alimentar os pombos pelos graves danos que provocam ao patrimônio artístico da cidade.

Em 2008, quase 20 milhões de turistas - 80% estrangeiros - visitaram Veneza.