Mercados asiáticos se recuperam por notícias sobre o Citi

REUTERS

HONG KONG - As bolsas de valores da Ásia se recuperaram de perdas nesta segunda-feira após notícias sinalizarem que governo dos Estados Unidos pode acabar possuindo cerca de 40 por cento do Citigroup, à medida que busca estabilizar instituições financeiras enfraquecidas, estimulando investidores a se voltarem para ativos de risco.

Uma reportagem publicada pelo Wall Street Journal informou que o Citi estava em conversações que poderiam acabar em um repasse ao governo de uma grande parte do banco.

Mesmo após o preço da ação da companhia mergulhar 44 por cento na última semana, ainda não está claro se o governo destinará dinheiro novo para o banco.

O índice MSCI, que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com excessão do Japão, recuperou-se após atingir o menor patamar em três meses e chegou a 1,9 por cento de alta no dia. O setor de tecnologia liderou os ganhos.

Já indicador Nikkei fechou em ligeira queda de 0,5 por cento, para 7.376 pontos, após reduzir perdas inciais.

Um cenário pessimista se manteve no Japão após o SFCG, um concessor de empréstimos altamente interessante para companhias menores, ir à falência com o aperto do crédito.

O índice Hang Seng de Hong Kong cresceu 2,3 por cento, a 13.175 pontos. O KOSPI, da Coréia do Sul, subiu 3,15 por cento, a 1.009 pontos.

Em Cingapura, a bolsa avançou 2,24 por cento, para 1.630 pontos.