Ações na Europa têm mínima em 6 anos por bancos e montadoras

REUTERS

LONDRES - As bolsas de valores européias atingiram o menor patamar em seis anos no fechamento desta segunda-feira, abatidas pelos bancos após notícias de que o Citigroup está em conversações com o governo norte-americano para que este assuma uma parte da instituição.

Além disso, os papéis de montadoras apresentaram queda devido às persistentes preocupações sobre a desaceleração da demanda no setor.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais bolsas da região, recuou 0,68%, para 730 pontos. O indicador acumula queda de 12% neste ano, depois de já ter caído 45% em 2008.

Entre os bancos, UBS perdeu 9%, Deutsche Bank caiu mais de 5% e Dexia despencou 12%.

- É muito difícil investir em bancos devido às incertezas sobre quanta diluição de capital eles sofrerão para manter seus negócios - disse Andrew Bell, diretor de pesquisa do Rensburg Sheppards.

As ações das montadoras figuraram entre as maiores baixas. BMW, Daimler AG, Porsche, Volkswagen AG, Peugeot, Renault, Fiat recuaram entre 3,8% e 10%.