TRE-SP desaprova contas de campanha do PT de 2004

Portal Terra

SÃO PAULO - Em sessão plenária ocorrida na quinta-feira, o Tribunal Regional Estadual de São Paulo (TRE-SP) manteve a decisão de primeiro grau que desaprovou as contas do Comitê Financeiro Municipal Único do PT referentes à campanha eleitoral de 2004 e suspendeu a transferência de novas cotas do fundo partidário. A proibição do repasse fica limitada ao diretório municipal do partido.

O relator do processo, juiz Flávio Yarshell, apontou diversas razões para a desaprovação das contas. Entre elas, a falta de recibos eleitorais que comprovassem cerca de R$ 1,3 milhão (7,4% do total arrecadado pelo Comitê) em doações recebidas, divergências encontradas nas quantias declaradas de impostos e taxas, a falta de comprovação de parte dos valores relativos à propaganda e publicidade (no montante de R$ 48.918), e omissão de R$ 25 mil de doações recebidas em jantar de arrecadação.