Merkel pede reforço das regras dos mercados financeiros

Agência AFP

BERLIM - A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu neste sábado, na véspera de uma reunião europeia preparatória para a cúpula do G20, que as regras internacionais dos mercados financeiros sejam reforçadas.

- Não deve haver mais pontos negros no mapa internacional dos produtos financeiros- declarou Merkel em sua declaração semanal na internet.

A chanceler considerou que a reunião do G20 europeu, domingo em Berlim, permitirá "tomar decisões sobre as medidas que queremos adotar, de forma que cheguemos unidos e cheios de ambição a Londres".

O governo alemão deseja, principalmente, obter o reforço das regras dos fundos especulativos (hedge funds) e o aperfeiçoamento do trabalho das agências de classificação para evitar que a crise financeira internacional torne a se repetir, afirmou.

Berlim defende também a criação de um "atlas de riscos", uma espécie de mapa que permitiria analisar em tempo real a evolução dos riscos em escala internacional para detectar rapidamente os perigos.

Os chefes de Estado e de governo dos quatro países europeus do G20 (Alemanha, França, Grã-Bretanha e Itália) realizarão no domingo em Berlim uma reunião preparatória para o encontro das 20 potências econômicas mundiais prevista para o dia 2 de abril em Londres para tentar obter um consenso a respeito de uma reforma mundial das finanças.

A chanceler alemã, Angela Merkel, convidou também para a reunião os chefes do Eurogrupo, da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu, assim como os dirigentes de Espanha, Holanda e República Tcheca.