Associação de bancos italianos é contra nacionalização do setor

REUTERS

ROMA - O governo italiano não precisa nacionalizar nenhum banco do país, disse no sábado o presidente de uma entidade do setor.

- Nós não acreditamos que exista a mais leve condição para se falar em nacionalização - disse a jornalistas Corrado Faissola, da Associação Bancária Italiana, durante um evento.

As ações dos bancos italianos desabaram na sexta-feira em meio a crescentes temores dos investidores sobre nacionalização.

Os temores foram reforçados pela aprovação pela Comissão Europeia de um plano do governo italiano que permite ao Estado participar do processo de recapitalização de um banco.

O plano permitiria ao Estado comprar bônus emitidos por um banco visando fortalecer sua base de capital.

Ao explicar o plano, a Comissão afirmou que o Estado poderá participar do processo de recapitalização se os investidores privados entrarem com pelo menos 30 por cento do total.

O primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, tem dito que a nacionalização é uma idéia que está sendo considerada em nível internacional, ressaltando, porém, que os bancos italianos não necessitam de ajuda estatal.