Rumores sobre estoques derrubam preço da commodity

SÃO PAULO, 9 de fevereiro de 2009 - Os preços do petróleo encerraram o dia em queda devido às especulações de que as reservas norte-americanas da commodity voltaram a aumentar, caracterizando a 18ª alta em 20 semanas, um vez que a recessão tem refreado a demanda.

O preço do barril de petróleo do tipo WTI, com vencimento em março, encerrou com queda de 1,4%, cotado a US$ 39,62 na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês).

Já o barril do tipo Brent, com vencimento em março, encerrou com desvalorização de 0,4%, negociado a US$ 46,03 no ICE Exchange de Londres.

Durante toda a sessão o petróleo manteve-se em terreno positivo, repercutindo rumores de que a aprovação do plano de estímulo econômico nos Estados Unidos aumentaria a demanda pela commodity no país, maior consumidor de energia mundial. Mas ao final das negociações, os preços inverteram a tendência.

Além disso, os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informaram hoje que 23% dos seus projetos de produção de petróleo e gás foram adiados, após os preços da matéria-prima terem apresentado forte queda em relação as cotações do ano passado. Em julho de 2008, o petróleo chegou a ser cotado a US$ 147,50 em Londres e US$ 147,27 em Nova York.

(Redação - InvestNews)