Lucro da Procter & Gamble cresce 53%

SÃO PAULO, 30 de janeiro de 2009 - A Procter & Gamble (P&G), maior companhia de produtos de consumo do mundo, registrou lucro líquido de US$ 5 bilhões no segundo trimestre fiscal, representando uma expansão de 53%, quando comparado com igual período do ano anterior, que reportara US$ 3,27 bilhões.

As vendas líquidas no trimestre atingiram US$ 20,3 bilhões, contra os US$ 21 bilhões apontados em igual período do ano anterior, mostrando uma redução de 3%.

Para o ano fiscal de 2009, a Procter & Gamble reduziu a projeção do guidance. Segundo a empresa, os lucros por ação deverão se situar em uma faixa de US$ 4,20 a US$ 4,35 ante à previsão anterior de US$ 4,28 a US$ 4,38. Além disso, segundo a P&G as vendas no período deverão ficar estáveis ou cair 4% em relação a 2008.

"Como já esperávamos este foi um trimestre desafiador para a empresa, mas nós conseguimos crescer em vendas e entregas. Nós vamos continuar construindo marcas para os consumidores que tenham mais tecnologias e inovação nos custos", afirma A.G. Lafley, CEO da P&G.

(Redação - InvestNews)