Governo federal quer agilizar obras do PAC

SÃO PAULO, 29 de janeiro de 2009 - O Ministério das Cidades quer agilizar as obras de saneamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em cinco municípios fluminenses. O ministro Marcio Fortes reuniu-se hoje, na cidade do Rio de Janeiro, com representantes das prefeituras de Armação dos Búzios (na Região dos Lagos), Barra Mansa e Três Rios (no Vale do Paraíba) e Belford Roxo e Mesquita (na Baixada Fluminense).

Segundo o ministro, o objetivo é resolver problemas que estejam atrasando ou mesmo impedindo a realização das obras nessas cidades. "Nós fazemos sempre o nosso maior esforço, no sentido de verificar que obras têm velocidade menor e que problemas possam estar existindo que necessitem do apoio conjunto nosso do Estado, da União e do município", afirmou.

Marcio Fortes citou, como exemplo, o caso de Belford Roxo, que teve seu sistema de saneamento entregue à iniciativa privada. Segundo ele, caso o serviço continue nas mãos de uma empresa privada, a obra do PAC no município pode ser cancelada.

"Agora se rediscute, dentro da prefeitura de Belford Roxo, a manutenção dessa situação ou a volta à exploração do serviço de saneamento pela própria prefeitura ou pela Cedae", afirmou Fortes.

Belford Roxo, Mesquita, Búzios, Barra Mansa e Três Rios concentram, juntos, 21 obras de saneamento do PAC, ou seja, 20% de todas as obras deste tipo no Estado. A previsão é que as obras custem, nestes cinco municípios, um total de R$ 290 milhões.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)