Barril fecha sem tendência definida

SÃO PAULO, 29 de janeiro de 2009 - Os preços do petróleo encerraram o dia sem tendência definida, após os dados divulgados pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos apontarem um aumento maior do que esperado dos estoques de petróleo. Além disso, a divulgação de indicadores econômicos negativos sinalizou que a recessão dos Estados Unidos vai se aprofundar, reduzindo a demanda.

O preço do barril de petróleo do tipo WTI, com vencimento em março, encerrou com queda de 1,5%, cotado a US$ 41,55 na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês).

Já o barril do tipo Brent, com vencimento em março, encerrou com valorização de 1,5%, negociado a US$ 45,57 no ICE Exchange de Londres.

Os estoques de petróleo nos Estados Unidos subiram em 6,2 milhões de barris na semana passada, para 338 milhões de barris, segundo informou o Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE).

Os novos pedidos de bens duráveis norte-americanos recuaram US$ 4,7 bilhões ou 2,6% em dezembro, para US$ 176,8 bilhões. Esta é a quinta queda mensal consecutiva após o declínio de 3,7% registrado em novembro, informou o Departamento de Comércio norte-americano. A expectativa do mercado apontava para um recuo de 2,5% no período.

Por sua vez, as vendas de imóveis novos recuaram 14,7% em dezembro quando comparado com o mês anterior, caracterizando o pior nível desde que o levantamento começou a ser feito pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos em 1963.

(Redação - InvestNews)