Wall Street fecha em queda, apesar da posse de Obama

SÃO PAULO, 20 de janeiro de 2009 - As praças norte-americanas encerram em queda, apesar da grande expectativa em torno da posse do novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. O evento não foi o bastante para conter o movimento negativo.

O Dow Jones registrou queda de 4,01%, para os 7.949 pontos, o S&P 500 apresentou desvalorização de 5,28%, aos 805 pontos, enquanto o Nasdaq obteve perda de 5,78%, para 1.440 pontos.

Em seu primeiro discurso como presidente dos EUA, Obama enfatizou a necessidade de uma nova mentalidade para o País e incentivou as mudanças. "A pergunta que devemos fazer hoje não é se nosso governo é muito pequeno ou muito grande, mas se pode trabalhar", afirmou.

Quanto à crise, ele avaliou que a "economia está enfraquecida como consequência de ganância e irresponsabilidade de alguns", mas relatou que a economia do país será reconstruída pouco a pouco.

As companhias financeiras foram as responsáveis pela sessão encerrar o dia em patamar negativo, uma vez que os investidores estão preocupados com o estado dos bancos mundiais.

O mercado segue apreensivo após as perdas multimilionárias reportadas na última semana pelo Bank of America e Citigroup. A situação foi intensificada pela projeção de prejuízo do Royal Bank of Scotland, que estima uma perda de aproximadamente US$ 41,3 bilhões em 2008.

(MR - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais