Fiat estuda possível aliança estratégica com a Chrysler

Agência AFP

MILÃO - O vice-presidente da Fiat e representante da família Agnelli, John Elkann, confirmou nesta terça-feira que o grupo automobilístico italiano negocia uma possível aliança com a americana Chrysler.

- Não é um mistério que estejamos conversando, já faz algum tempo que conversamos- disse Elkann.

A ação da Fiat estava suspensa na Bolsa de Milão, à espera de um comunicado da empresa.

- Ainda não temos um comunicado. Na quinta-feira teremos um conselho de administração. Cada coisa em seu momento- afirmou Elkann.

Segundo a revista especializada Automotive News Europe, "a Fiat negocia com a Chrysler uma forma de aliança estratégica que inclua uma participação da Fiat com a montadora americana Chrysler, que atravessa graves dificuldades".

O Wall Street Journal informa em seu site que a Fiat terá uma participação de 35% no capital da Chrysler.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais