Desemprego em áreas urbanas da China cresce para 4,2%

SÃO PAULO, 20 de janeiro de 2009 - A China registrou uma taxa de desemprego de 4,2% nas áreas urbanas durante o final de 2008, o que representa um aumento de 0,2 ponto percentual em comparação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados do Ministério de Recursos Humanos e Segurança Social difundidos hoje pela agência oficial de notícias Xinhua.

No total, foram criados 11,13 milhões de novos postos de trabalho nas cidades chinesas em 2008. A quantidade é 11% superior a meta anual estabelecida pelas autoridades. Já 8,86 milhões de pessoas estiveram desempregadas no ano passado nas áreas urbanas da China, 560 mil a mais que o observado no terceiro trimestre de 2008.

No ano passado, a média estipulada pelas empresas para o valor da pensão por aposentadoria ficou em 1.080 iuanes (US$ 157,9), o que representa um aumento de 110 iuanes em comparação com 2007.

O fundo de segurança social da China cresceu 27,7% em 2008, para 1,38 bilhão no total. Durante o ano passado, 299.600 milhões de iuanes foram acrescentados ao fundo.

(Redação - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais