Atividade terciária do Japão recua 0,9% em novembro

SÃO PAULO, 20 de janeiro de 2009 - O Índice de Atividade Terciária do Japão caiu 0,9% em novembro de 2008, em relação ao mês anterior, de acordo com informações divulgadas hoje pelo Ministério de Economia, Comércio e Indústria do país asiático.

O resultado foi influenciado pelo efeitos negativos da crise financeira mundial sobre o consumo no Japão. A intensificação do ambiente econômico recessivo tem impulsionado o número de cortes de postos de trabalho e reduções salariais.

O indicador mede as 11 indústrias de serviços (transportes, telecomunicações, varejo e atacado, finanças e seguros, setor imobiliário, restaurantes e hotéis, serviços públicos, além de médicos e serviços de saúde e bem-estar), que correspondem a aproximadamente 60% da produção econômica do país.

Na última semana, Masaaki Shirakawa, governador do Banco do Japão (BoJ, central), declarou que as condições financeiras no país estão se deteriorando rapidamente.

"O BoJ continuará a se esforçar para reestabelecer um crescimento sustentável da economia japonesa, principalmente com a estabilidade dos preços", disse Shirakawa durante um encontro com os diretores regionais da autoridade monetária nipônica.

Em dezembro, o Banco do Japão (BoJ, central) reduziu a taxa básica de juros de 0,30% para 0,10% ao ano, em uma iniciativa para estimular a economia local frente aos efeitos da crise no sistema financeiro internacional.

(Redação - InvestNews)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais