União Européia prevê retração de 1,8% em 2009

JB Online

JB ONLINE - A economia da União Européia deve continuar se deteriorando em 2009, segundo a revisão macroeconômica publicada nesta segunda-feira pela Comissão Européia (órgão Executivo do bloco), que prevê uma retração de 1,8% no PIB conjunto de seus países membros.

A situação também deve permancer precária nos países da zona do euro que, depois de enfrentar a primeira recessão de sua história no final de 2008, deverão acumular uma retração de 1,9% em 2009.

Em novembro passado, Bruxelas estimava, para 2009, um crescimento de 0,1% nos países que utilizam o euro como moeda oficial.

A Irlanda apresenta o pior resultado (-5%), seguida por Grã-Bretanha (-2,8%), Alemanha (-2,3%), Espanha e Itália (-2%) e França (-1,8%).

Segundo o comissário europeu de Economia, Joaquín Almunia, essas estimativas são resultado de uma redução de 5,9% nos investimentos no conjunto da União Européia e de 1,6% nos países da zona do euro.

A situação econômica também deve causar uma contração de 1,6% no mercado de trabalho europeu, fazendo com que a taxa de desemprego na União Européia aumente para 8,7% em 2009 e 9,5% em 2010. Na zona euro, essas cifras poderão chegar a 9,3% e 10,2%, em ambos períodos.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais