Montadoras reportam aumento das vendas na China

SÃO PAULO, 14 de janeiro de 2009 - As gigantes da indústria automotiva mundial reportaram hoje um aumento das vendas na China, segundo maior mercado de veículos motorizados do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O avanço ocorre apesar dos efeitos da crise financeira internacional, segundo informa hoje a agência oficial de notícias Xinhua.

As três grandes montadoras de Detroit (General Motors, Ford e Chrysler) registraram em 2008 uma queda de dois dígitos nas suas vendas nos Estados Unidos, principalmente por conta da redução na demanda norte-americana. Na contramão, estas empresas atingiram um considerável aumento das vendas na China.

A GM divulgou um crescimento de 6,1% nas vendas no gigante asiático em 2008, em comparação ao mesmo período do ano anterior, para 1,09 milhão de unidades. Nos Estados Unidos, a queda no ano foi de 22,7%.

A Chrysler duplicou suas vendas no mercado chinês, ao mesmo tempo em que registrou uma queda de 30% nas vendas nos EUA. Já a Ford vendeu 306.306 carros na China, embora não tenha oferecido cifras comparativas com 2007.

Entre outras montadoras, a joint venture Chang'an Ford Mazda teve um recuo nas vendas de 5,9% em 2008, em termos anuais, para 204.334 unidades, ante 217 mil carros vendidos em 2007. Por outro lado, a Volkswagen AG, maior fabricante de veículos da Europa, contabilizou um avanço de 12,5% nas vendas do ano passado na China, superando a marca de um milhão de unidades.

A japonesa Toyota Motors obteve um crescimento de 17% nas vendas de 2008 no mercado chinês, enquanto sua rival Honda Motors registrou um aumento de 11,7% no mesmo período.

(Redação - InvestNews)