Sony pode ter sua 1ª perda operacional em 14 anos

SÃO PAULO, 13 de janeiro de 2009 - A gigante japonesa de produtos eletrônicos Sony poderá sofrer sua primeira perda operacional em 14 anos, de aproximadamente 100 bilhões de ienes (US$ 1,2 bilhões), segundo fontes ligadas a companhia e citadas hoje pelo jornal econômico Nikkei.

A perda operacional - considerada a primeira desde 1995 - é atribuída à queda na demanda mundial por produtos eletrônicos e à valorização da moeda japonesa ante o dólar, que torna os produtos de companhias exportadoras nipônicas menos competitivos no mercado internacional, informa o Nikkei.

O porta-voz da Sony não quis se pronunciar sobre o assunto. O anúncio de perda operacional ocorre poucos meses após a Sony comunicar a demissão de 16 mil funcionários ao redor do mundo, reduzir os investimentos na área de eletrônicos e criar um novo plano de reestruturação para a companhia.

Em 2008, a gigante também fechou sua planta de videotapes que possuia na França e revelou ainda que deixará de fabricar aparelhos de TV nos Estados Unidos a partir de fevereiro deste ano.

De acordo com a rede de televisão pública japonesa NHK, a Sony também deverá revisar para baixo as previsões de ganhos para o primeiro trimestre de 2009. No acumulado do ano fiscal de 2008, que termina em março deste ano, a empresa prevê um lucro líquido de 200 bilhões de ienes, ante 475,3 bilhões de ienes registrados em 2007.

(Marcel Salim - InvestNews)