País paga juros de uma parte de sua dívida externa

SÃO PAULO, 13 de janeiro de 2009 - O Equador pagou os juros pendentes de parte de sua dívida externa pública, sobre a qual o governo havia declarado moratória, mas decidiu manter alguns pagamentos relativos a outros compromissos com bancos externos, que considera legítimos.

"Aprovei o cancelamento (do pagamento) dos (juros dos) bônus 2015", disse a ministra das Finanças, María Elsa Viteri.

Assim, Quito desembolsou US$ 30,5 milhões para cobrir os juros dos bônus Global com vencimento em 2015, suspensos há um mês após a moratória técnica, que venciam na próxima quinta-feira.

Viteri anunciou que seu país pretende apresentar nos próximos dias um plano para reestruturar sua dívida em bônus Global 2030 e 2012 - com os quais deu início à moratória - em dezembro.

O Equador deve US$ 9,937 bilhões a todos os seus credores, que incluem bancos, organismos multilaterais e governos. Desse montante, US$ 3,86 bilhões correspondem a bônus Global e US$ 248 milhões a outros papéis.

A dívida equatoriana equivale a 19% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)