Marinha entrega navio para Namíbia

SÃO PAULO, 13 de janeiro de 2009 - A primeira exportação brasileira de navio-patrulha construído em estaleiro civil acontece no dia 16, em Fortaleza (CE), quando a embarcação "Brendan Simbwaye" será entregue pela Marinha Brasileira à Marinha da Namíbia, na África. Desenvolvido pela Indústria Naval do Ceará (INACE), o navio custou US$ 23 milhões.

Com 239 toneladas, comprimento de 46,5m e largura de 7,5m, o navio-patrulha faz parte do processo de estruturação da Marinha Namíbia. Como tem a função de zelar pela defesa litorânea do país africano, o navio-patrulha, também conhecido como navio de guerra, é equipado com canhão de 40mm e duas metralhadoras de 20mm.

"O 1º navio da Namíbia foi doado pelo Brasil e eles pagaram apenas pela reforma. Agora estamos vendendo também a nossa tecnologia", explica Cláudio Borges, gestor da parceria Apex-Brasil/Abimde (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Defesa). A Emgepron, uma estatal ligada ao Ministério da Defesa, ficará responsável pelo fornecimento de munição para o navio, bem como pelos serviços de manutenção.

"Também entregaremos, além do navio-patrulha, duas lanchas aos namíbios", explica o Comandante César Cristalli, assessor estratégico empresarial da Emgepron. Cada uma das lanchas custou US$ 3 milhões.

As negociações com os namíbios foram conduzidas e gerenciadas pela Engepron, empresa participante do projeto de incentivo às exportações entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Abimde.

(Redação - InvestNews)